Prêmio São Paulo de Literatura

Notícias

Três finalistas do PSPL estarão na Feira do Livro do Pacaembu

Mais de uma centena de convidados entre autores, autoras e palestrantes de outras áreas estarão abrilhantando a Feira do Livro do Pacaembu 2024. O evento é um festival literário caracterizado por sua bibliodiversidade, o pluralismo e o apartidarismo. Em sua terceira edição, ele irá ocupar a Praça Charles Miller e o Auditório Armando Nogueira, no Museu do Futebol, entre os dias 29 de junho e 7 de julho. A entrada é gratuita. Confirmaram presença três finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura. Tatiana Salem Levy, que em 2022 integrou a lista dos candidatos a Melhor Romance do Ano, com “Vista chinesa” (Todavia); Stênio Gardel, que no mesmo ano disputou com “A palavra que resta” (Editora Schwarcz) a categoria Melhor Romance de Estreia do Ano; e Nara Vidal, postulante a Melhor Romance do Ano em 2023 com “Eva” (Todavia). Ao contrário das edições anteriores, que tiveram duração de cinco dias, esta próxima permanecerá no local por nove, pegando a última semana letiva do primeiro semestre deste ano, com parte do feriado paulista de 9 de julho. Esse fato irá facilitar visitação de escolas, com os estudantes podendo acompanhar atividades educativas e contação de histórias, assim como os encontros com escritores. Nos finais de semana a “aldeia efêmera” montada – o evento trouxe para São Paulo o conceito das feiras de livros a céu aberto, como em Porto Alegre e em Lisboa – volta ao perfil dos anos anteriores.
Leia mais
Festival Internacional de Literatura de Araxá começa nesta quarta

Festival Internacional de Literatura de Araxá começa nesta quarta

Com atividades culturais acessíveis, inclusivas, éticas, educativas, artísticas e carregadas de conceito ao redor do tema proposto para a evento – Memória, Literatura e Diversidade –, a 12ª edição do Festival Internacional de Literatura de Araxá começa dia 19 e prossegue até o domingo, 23 de junho. Importante destacar que, pela primeira vez na sua história, este ano haverá equidade de gênero e raça entre os 84 convidados. Também é novidade todas as atividades do Festival serem transmitidas online pelo YouTube do Fliaraxá. Estrela da primeira edição do Fliaraxá, ocorrida em 2012, o cartunista, ilustrador e escritor mineiro Ziraldo Alves Pinto, que faleceu no dia 6 de abril deste ano, está sendo homenageado. Primeiro ao ser escolhido para ser o Patrono. Depois, porque agora em 2024 o Prêmio de Redação e Desenho será baseado na sua obra. Estudantes que participam foram convidados a desenvolver histórias que tivessem como inspiração livros ou personagens criados por ele. Aline Bei, vencedora do Prêmio São Paulo de Literatura 2018, na categoria de Melhor Romance de Estreia do Ano (estreante até 40 anos), com “O peso do pássaro morto” é uma das 24 personalidades convidadas para o evento. Também estará presente Afonso Borges, jornalista, escritor e gestor cultural. Ele é vice-presidente da SP Leituras – Associação Paulista de Bibliotecas e Leitura. Duas livrarias e dois auditórios foram montados na Fundação Calmon Barreto e ao seu redor. Está prevista uma intensa programação infantil e infantojuvenil, além de muita música instrumental. E os visitantes vão encontrar, na “Rua da Economia Criativa”, artesanato e gastronomia. As atividades presenciais são todas gratuitas e abertas ao público. Basta comparecer na Praça Artur Bernardes, 10, no Centro da cidade mineira de Araxá. Maiores informações pelo telefone (34) 3612.1627.
Leia mais
Secretária Marilia Marton ressalta importância do Prêmio São Paulo de Literatura

Secretária Marilia Marton ressalta importância do Prêmio São Paulo de Literatura

A secretária estadual da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, Marilia Marton, voltou a destacar a importância do Prêmio São Paulo de Literatura, que está com inscrições abertas para a sua 17ª edição. Além do destaque que inegavelmente dá aos finalistas e vencedores, nas duas categorias – Melhor Romance do Ano e Melhor Romance de Estreia do Ano –, ele ainda propicia a cada um dos dois ganhadores a maior premiação em dinheiro da categoria no país: R$ 200 mil. “Poder promover este estímulo significativo para a produção literária de qualidade é muito importante para a cultura. Queremos seguir valorizando a literatura brasileira, reconhecendo os nossos grandes escritores e, também, os nossos novos talentos”, afirmou a secretária. As inscrições permanecem abertas até o dia 23 de julho. Para participar do concurso, a obra deve ter sido escrita originalmente em língua portuguesa, além de ter tido sua primeira edição e comercialização no Brasil no ano de 2023. Somente obras no formato impresso e com a identificação numérica (ISBN) atribuída pela Câmara Brasileira do Livro (CBL) podem participar. As inscrições são gratuitas e o processo pode ser realizado tanto por autores e autoras quanto por suas editoras. Para tanto é preciso acessar o site http://premiosaopaulodeliteratura.sp.gov.br/. Aqui no site você tem à disposição o edital completo e todos os anexos necessários.
Leia mais
Conhecidos os curadores do Prêmio São Paulo de Literatura 2024

Conhecidos os curadores do Prêmio São Paulo de Literatura 2024

André Cáceres, Cida Saldanha, Heitor Botan, Ionara Lourenço e Mariana Salomão Carrara são os cinco curadores do Prêmio São Paulo de Literatura 2024. Seus nomes foram divulgados hoje e a publicação saiu no Diário Oficial do Estado de São Paulo. André Cáceres é escritor, editor, crítico literário e jornalista. Atualmente é editor na Sesi-SP Editora e escreve sobre literatura para o jornal O Estado de São Paulo, além de ministrar oficinas de crítica literária. Cida Saldanha é graduada em Ciências Sociais e trabalha em livrarias desde 1983. Foi jurada em nove edições do Prêmio São Paulo de Literatura e participa pela primeira vez como curadora. Heitor Botan possui graduação em Comunicação Social, duas especializações e está cursando mestrado em Linguística Aplicada. É responsável pela organização e mediação no Clube de Prosa da Biblioteca Mário de Andrade e coordena projetos educacionais no Senac São Paulo. Ionara Lourenço é bibliotecária, com experiência em acervo, gerenciamento e arquivo. Atua no Conselho Regional de Biblioteconomia do Estado de São Paulo e coordena os acervos da Casa Sueli Carneiro. Mariana Salomão Carrara é escritora, tendo publicados livros de contos e romances. Foi indicada ao Prêmio Jabuti em 2022, mesmo ano em que ficou entre finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura, que veio a ganhar no ano passado na categoria de Melhor Romance do Ano, com “Não fossem as sílabas do sábado”.
Leia mais
Arte: Passarim Design e Barulho | Desenvolvimento de site: Qube Design | Edição: Solon Saldanha (MTB nº 5308/RS)