Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado anuncia os ganhadores do Prêmio São Paulo de Literatura

Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado anuncia os ganhadores do Prêmio São Paulo de Literatura

Os autores laureados receberão o prêmio de R$ 200 mil cada um. Edição deste ano teve recorde de inscritos 281

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo anunciou hoje 23/11 os ganhadores da 14ª edição do Prêmio São Paulo de Literatura, o maior do País em premiação individual para o gênero. O mineiro Edimilson de Almeida Pereira conquistou a categoria de “Melhor Romance do Ano de 2020”, com a obra Front, da Editora Nós, e a gaúcha Morgana Kretzmann venceu na categoria “Melhor Romance de Estreia do Ano de 2020”, com o livro Ao pó, da Editora Patuá. Cada ganhador receberá R$ 200 mil.

Sobre os ganhadores da 14ª Edição
Edimilson de Almeida Pereira nasceu em Juiz de Fora, Minas Gerais. É poeta, ficcionista, ensaísta, professor e pesquisador da cultura e da religiosidade afro-brasileiras. Pereira é Professor Titular de Literatura Brasileira da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Juiz de Fora. Autor prolífico, com dezenas de livros e artigos.

Morgana Kretzmann nasceu na cidade de Tenente Portela, interior do Rio Grande do Sul, vive em São Paulo, é atriz, roteirista e produtora cultural, com prêmios nacionais e regionais. Também é formada em Gestão Ambiental pelo Instituto Federal de Santa Catarina. ‘Ao pó’ é seu romance de estreia.

Prêmio de peso
Esta edição do Prêmio contou com 21 finalistas, devido ao empate técnico pelo corpo de jurados na categoria “Melhor Romance de Estreia”. Participaram autores naturais de oito estados brasileiros: São Paulo (7); Rio de Janeiro (3); Rio Grande do Sul (3); Minas Gerais (3); Bahia (2); Goiás (1); Paraná (1) e Pernambuco (1). Ao todo, 281 livros foram cadastrados na premiação, um recorde comparado ao ano anterior, quando houve 200 inscritos.

Responsável pela definição dos dois vencedores, o júri do Prêmio São Paulo de Literatura foi composto por: Eduardo Cesar Maia, Flávio Carneiro, Iris Amâncio, Juliana de Albuquerque, Ketty Valencio, Leo Lama, Luciana Araujo Marques, Paula Fábrio, Paulo Lins e Tom Farias. Já a curadoria foi de Claudia Lage, Lígia Ferreira, Eduardo Wolf e Martim Vasques da Cunha.

Veja quais foram os finalistas:

Melhor Romance do Ano de 2020
Edimilson de Almeida Pereira, Front (Nós)
Giovana Madalosso, Suíte Tóquio (Todavia)
Jeferson Tenório, O avesso da pele (Schwarcz)
Maria José Silveira, Maria Altamira (Instante)
Menalton Braff, Além do Rio dos Sinos (Reformatório)
Michel Laub, Solução de dois estados (Schwarcz)
Nélida Piñon, Um dia chegarei a Sagres (Record)
Noemi Jaffe, O que ela sussurra (Schwarcz)
Sandra Godinho, Tocaia do Norte (Penalux)
Sheyla Smanioto, Meu corpo ainda quente (Nós)

Melhor Romance de Estreia do Ano de 2020
Caê Guimarães, Encontro você no oitavo round (Record)
Emmanuel Mirdad, Oroboro baobá (Penalux)
Eury Donavio, Fiados na esquina do céu com o inferno (Coqueiro)
Glaucia Vale & Willian Vale, A mãe do ouro (Giostri)
José Falero, Os supridores (Todavia)
Marcela Dantés, Nem sinal de asas (Patuá)
Mariana Brecht, Brazza (Moinhos)
Morgana Kretzmann, Ao pó (Patuá)
Renata Belmonte, Mundos de uma noite só (Faria e Silva)
Sidnei Xavier dos Santos, A linha augusta do campo (Quelônio)
Wagner G. Barreira, Demerara (Instante)

Comentários:0 / Compartilhar:

Talvez você também goste de …

Comentar

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *