Júri inicial do Prêmio São Paulo de Literatura é divulgado

Confira os componentes do júri inicial do Prêmio São Paulo de Literatura, publicado no Diário Oficial de São Paulo:

Andre Luiz Ponce Leones

Camilla Fernanda Dias Domingues

Juliana Gomes

Maria da Aparecida Saldanha

Mariana Ianelli Aquino

Rafael Eduardo Gallo

Ricardo de Medeiros Ramos Filho

Tiago Pedro Ferro Espilotro

Wilson Alves-Bezerra

Saiba mais sobre eles em https://premiosaopaulodeliteratura.org.br/juri-inicial/juri-2018/

Leia Mais →
Comentários:0 / Compartilhar:

Conheça os curadores da 11ª edição do Prêmio São Paulo de Literatura

Os curadores do Prêmio São Paulo de Literatura, em sua 11ª edição, são:

  • Antonio Alcir Bernárdez Pecora
  • Isabel Aparecida dos Santos Mayer
  • Jorge Saraiva Neto
  • Maria Fernanda de Carvalho Rodrigues
  • Rogério Pereira

A divulgação deu-se no Diário Oficial do Estado de São Paulo: https://www.imprensaoficial.com.br/DO/BuscaDO2001Documento_11_4.aspx?link=/2018/executivo%2520secao%2520i/junho/06/pag_0065_72acbef695200777ca76a4a27ec67bb7.pdf&pagina=65&data=06/06/2018&caderno=Executivo%20I&paginaordenacao=100065

Confira: Premio_curadores

Para saber mais sobre o Prêmio e as inscrições para a edição de 2018, acesse https://premiosaopaulodeliteratura.org.br/blog/inscricoes-abertas-para-11a-edicao-do-premio-sao-paulo-de-literatura/

Leia Mais →
Compartilhar:

Veja o edital: inscrições abertas para o 11º Prêmio São Paulo de Literatura

A Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo abriu inscrições para a 11ª edição do Prêmio São Paulo de Literatura. O edital, publicado no Diário Oficial do Estado e disponível nos sites do Prêmio (www.premiosaopaulodeliteratura.org.br) e da Secretaria da Cultura (www.cultura.sp.gov.br), premiará romances em duas categorias: “Melhor Livro do Ano” e “Melhor Livro do Ano – Autor Estreante” – esta última dividida em duas modalidades “Autores com Mais de 40 Anos de idade” e “Autores com Menos de 40 Anos de idade”. Os candidatos podem se inscrever até dia 13 de julho de 2018.

Contribuindo para a formação de novos leitores e escritores, o Prêmio São Paulo de Literatura também se destaca por reconhecer tanto os grandes nomes quanto os novos talentos da literatura, abrindo portas não só para escritores nacionais, mas também para concorrentes estrangeiros com obras escritas originalmente em língua portuguesa e primeira edição mundial no Brasil em 2017. Com foco em obras de ficção no gênero romance, o Prêmio São Paulo de Literatura é o maior do País em valor de premiação individual: R$ 200 mil para o Melhor Livro do Ano e R$ 100 mil para cada autor estreante nas modalidades +40 e -40. Na categoria “Melhor Livro do Ano”, poderão se inscrever autores que já publicaram romances de ficção anteriormente. Já na categoria dos estreantes, os escritores podem ter obras publicadas em outros gêneros, desde que o livro inscrito seja o seu primeiro romance de ficção. A categoria “Autor Estreante” contribuiu também na revelação de novos nomes da literatura, tais como Rafael Gallo (“Rebentar”), Débora Ferraz (“Enquanto Deus Não Está Olhando”), Paula Fábrio (“Desnorteio”), Micheliny Verunschk (“Nossa Teresa – Vida e Morte de uma Santa Suicida”), Jacques Fux (“Antiterapias”) e Marcos Peres (“O Evangelho Segundo Hitler”).

Edições anteriores

Em 2017, Outros Cantos (Editora Alfaguara), de Maria Valéria Rezende, foi eleito pelo júri do Prêmio São Paulo de Literatura o Melhor Livro do Ano. Já Franklin Carvalho, com Céus e Terra (Editora Record), foi contemplado na categoria Autor Estreante +40 e Maurício de Almeida recebeu prêmio na categoria Autor Estreante -40, com o romance A Instrução da Noite (Editora Rocco).

Sobre o Prêmio São Paulo de Literatura

Criado em 2008 pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura do Estado, o Prêmio São Paulo de Literatura é o maior do País em valor individual e tem como principais objetivos incentivar a produção literária de qualidade, apoiar e valorizar novos autores e editoras independentes, além de incentivar a leitura. Desde que foi criado, o Prêmio teve participação de 2.041 livros e premiou 25 romances, contribuindo de forma decisiva para dar visibilidade não só às obras vencedoras, mas também aos trabalhos finalistas.

Em 10 edições foram distribuídos R$ 4.000.000,00 em prêmios. Somam-se 191 finalistas – sendo seis estrangeiros.  Os autores das obras vencedoras vêm de 17 cidades, de 10 estados brasileiros, e um de Portugal. 49 editoras foram finalistas e 10 premiadas.

O edital completo e mais detalhes, você encontra aqui: Edital Prêmio – 2018 Resolução GS – Instituição do Prêmio

Leia Mais →
Comentários:2 / Compartilhar:

Perfil de Maria Valéria Rezende na Marie Claire

A revista Marie Claire entrevistou Maria Valéria Rezende, vencedora da categoria Melhor Livro de Romance do Ano da décima edição do Prêmio São Paulo de Literatura. O romance Outros Cantos, publicado pela Alfaguara, ganhou o troféu em novembro. Em janeiro de 2017, a escritora havia ganho o Casa de Las Américas pela mesma obra. Em 2015, faturou o Jabuti com o romance Quarenta dias. Além da força e do impacto da obra, essa quantidade de prêmios e títulos coloca a autora santista como uma das vozes mais importantes da literatura contemporânea brasileira.

Escreve a publicação da Editora Globo:

Ela já fumou maconha, lutou contra a ditadura e foi amiga de Fidel Castro. Como missionária, deu a volta ao mundo quatro vezes, alfabetizando adultos e crianças. Morou na China, na Argélia, no México e no Timor Leste. Nos últimos anos, lançou quatro romances, uma coletânea de contos, e tornou-se uma das mulheres mais relevantes da literatura do país. Em entrevista a Marie Claire, Maria Valéria Rezende defende o aborto legal e mostra por que o estereótipo de religiosa inocente não cola nesta militante que briga por mais espaço para as escritoras femininas.

Confira a entrevista completa neste link.

Leia Mais →
Compartilhar:

Hilda Hilst é a homenageada da Flip 2018

Em sua 16ª edição, a Flip vai homenagear a escritora Hilda Hilst, que fez sua literatura em torno de temas como o amor, a morte, Deus, a finitude e a transcendência. Com curadoria de Joselia Aguiar, a Flip 2018 acontece de 25 a 29 de julho, em Paraty (RJ). “Será uma Flip intimista, com muita poesia e teatro, um pouco de irreverência e debates sobre criação artística, a arte e a natureza, a literatura e a filosofia. A pesquisa de repertório será a mesma, ou seja, vamos manter a preocupação em ter autores e autoras plurais”.

A jornalista e crítica literária vê pontos em comum entre Lima Barreto, autor celebrado no ano passado, e Hilda Hilst. “Ambos foram transgressores, cada um a seu modo e em seu tempo e se dedicaram à escrita de modo tal que ultrapassaram o limite do que era esperado de cada um: ele como autor negro de baixa renda, ela como mulher livre numa sociedade que não estava acostumada a isso.”

Hilda de Almeida Prado Hilst (1930-2004) escreveu poesia, ficção, teatro e crônica, tendo construído uma obra singular em língua portuguesa na segunda metade do século 20 em torno de temas como o amor, o sexo, a morte, Deus, a finitude das coisas e a transcendência da alma. Paulista de Jaú, sua obra reúne dezenas de títulos, entre os quais obras-primas como Cantares de perda e predileção (poesia), Rútilo nada (ficção) e A obscena senhora D (ficção).

Recebeu prêmios como o Jabuti, o APCA, o Pen Clube São Paulo, o Cassiano Ricardo e está traduzida para o inglês, francês, espanhol, basco, alemão, italiano, norueguês e japonês. Grande parte de seus livros foi publicada pelo célebre editor artesanal Massao Ohno em volumes feitos com apuro estético, mas de reduzida circulação.

Após sua morte, a Globo Livros relançou toda a sua obra sob os cuidados do crítico Alcir Pécora. A reunião de sua obra poética, Da poesia, foi publicada em 2017 pela Companhia das Letras, que tem uma série de publicações previstas para este ano. Em 2019, a editora lançará uma trilogia erótica e, em 2020, a biografia da autora.

 

Leia mais —>

http://flip.org.br/edicoes/flip-2018/noticias/hilda-hilst-e-a-homenageada-da-flip-2018

http://www.publishnews.com.br/materias/2017/12/06/hilda-hilst-sera-a-homenageada-da-flip-2018

Leia Mais →
Compartilhar: