Curadores

Anna Maria Martins
É escritora e tradutora. Estreou com A Trilogia do Emparedado e outros contos, pelo qual recebeu o 15º Prêmio Jabuti – categoria estreante, em 1973; recebeu também, o Prêmio do Instituto Nacional do Livro pelo livro Katmandu, em 1984. Dirigiu a Oficina da Palavra na Casa Mário de Andrade. Traduziu obras de Maurice Leblanc, Agatha Christie, Aldous Huxley, Heinrich Heine, entre outros. Membro da Comissão para a Promoção do Conteúdo em Língua Portuguesa, da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, da Câmara Brasileira do Livro. Foi diretora da União Brasileira de Escritores e é membro e diretora da Academia Paulista de Letras (APL).
Joselia Bastos de Aguiar
É jornalista, historiadora, editora e curadora, e, desde março de 2019, diretora da Biblioteca Mario de Andrade. No jornal Folha de S.Paulo, foi colunista de livros e correspondente em Londres. Editou a revista EntreLivros, já extinta, e esteve à frente da curadoria do Festival da Mantiqueira (2014) e da Festa Literária Internacional de Paraty – Flip (2017-2018). É autora de Jorge Amado – uma biografia, publicado pela Editora Todavia (2018).
Maria Cecília Closs Scharlach
É formada em arquitetura e urbanismo pela FAU USP (1971) e recebeu o Diplôme Approfondi de Langue Française, do Ministério de Educação Nacional da França (1992). Fundou a revista Desenho. Membro do Conselho Editorial da Revista da Biblioteca Mário de Andrade (2012-2016) e das revistas Módulo e Novo Caminho, dirigidas por Oscar Niemeyer. Secretária da Comissão de Defesa e Preservação da Identidade do Memorial da América Latina (1990-1996). Tem textos publicados em livros, revistas e sites especializados de arquitetura (Vitruvius). Organizou os livros Cadernos de Desenhos: Oscar Niemeyer, catálogos para as exposições internacionais de Niemeyer em Portugal, Argentina, Bélgica, Frankfurt; Oscar Niemeyer: a marquise e o projeto original do Parque Ibirapuera e Do registro oficial da história: 1891-2010, ambos publicados pela IMESP. Em finalização para a Editora Brasileira: Oscar Niemeyer: 9 projetos, um perfil, croquis e manuscritos. Teve sua própria editora Palavra e Imagem Editora, tendo publicado na Coleção Caros Amigos. Foi diretora do Departamento de Ação Cultural, gestão Emanoel Araujo, Secretaria Municipal de Cultura / Prefeitura Municipal de São Paulo (2005). Desde então é coordenadora editorial da Editora da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo.
Martim Vasques da Cunha de Eça e Almeida
É escritor, colaborador dos jornais O Estado de São Paulo e Gazeta do Povo, doutor em Ética e Filosofia Política pela USP, ganhador da Ordem do Mérito Cultural (grau: cavalheiro) de 2018, autor de Crise e Utopia – O Dilema de Thomas More (2012), A Poeira da Glória (2015) e A Tirania dos Especialistas (2019).