Como estava programado, o primeiro encontro entre escritores finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura 2012 e seus leitores aconteceu no dia 26 de agosto, domingo, às 11h na Biblioteca de São Paulo.

Participaram os escritores Edmar Monteiro Filho, Eliane Brum e Suzana Montoro. Por coincidência, os três concorrem entre si na categoria Autor Estreante. A mediação foi de Adriana Couto e a presença do público alcançou a expectativa dos organizadores.

Segundo o diretor executivo da SP Leituras, Pierre André Ruprecht, os objetivos iniciais foram atingidos. “Queremos abrir novos espaços de encontro entre autores e leitores. Nesse caso, com os finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura que, além dos três eventos programados para a BSP, pela primeira vez participarão de encontros semelhantes no interior do Estado.”

As cidades de Presidente Prudente, Araraquara, São Carlos e Lençóis Paulista foram incluídas no roteiro desse ano.

A SP Leituras, que faz a gestão da Biblioteca de São Paulo, também é responsável pela parte operacional do prêmio desde que esse passou a ser coordenado pela Unidade de Bibliotecas e Leitura da Secretaria da Cultura.

O próximo evento da série será na quarta-feira (26/08) em Presidente Prudente, com a presença do escritor Julián Fuks, autor de Procura do romance.

No próximo sábado (01/09), às 11h, novamente o auditório da BSP receberá escritores para outro bate-papo com seus leitores. Estarão presentes Domingos Pellegrini (Herança de Maria), Paulo Scott (Habitante irreal) e Silvio Lancellotti (Em nome do pai dos burros), todos bastante conhecidos do público brasileiro, com várias obras publicadas, inclusive fora do Brasil. Outra vez, a mediação será da jornalista Adriana Couto.

Leia Mais →
Compartilhar:

O Prêmio São Paulo de Literatura 2012 marca presença na 22ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo. Além da oportunidade de encontrar e adquirir as obras dos autores finalistas nos estandes das editoras e livrarias, o visitante da Bienal poderá também participar de palestras e discussões com os escritores Adriana Lunardi, Tatiana Salem Levy e Paulo Scott, todos com livros disputando a categoria de Melhor Livro do Ano. Eles são convidados do espaço #Você+Quem=?, que tem curadoria do jornalista Zeca Camargo.

No dia 11/8, às 15h, o tema da discussão será Família: uma relação tão complicada, com a participação de Adriana Lunardi, finalista do Prêmio São Paulo de Literatura 2012 com o A Vendedora de Fósforos. Ela debate o tema com o Ernesto Bologna e Esmir Filho.

O tema Amor que dá certo, amor que dá errado, terá a participação dos escritores Alejandro Zambra (Chile), João Jardim e Tatiana Salem Levy, no dia 13/8, às 15h. Tatiana, que venceu o Prêmio São Paulo de Literatura 2008 na categoria Autor Estreante com seu primeiro romance, A chave de casa, é finalista em 2012 com Dois Rios, agora na categoria Melhor Livro do Ano.

No dia 15 de agosto às 18h, o bate-papo terá o tema Adolescência roubada e a políticacom participação de Claudio Tognolli, Zuenir Ventura e Paulo Scott, finalista do Prêmio 2012 com o livro Habitante Irreal.

A programação da Bienal inclui também um debate sobre os bastidores dos prêmios literários, com a participação da coordenadora do Prêmio São Paulo de Literatura 2012, Adriana Cybele Ferrari. A mesa também tem a participação de José Luiz Goldfarg, coordenador do Prêmio Jabuti, e Selma Caetano, que organiza o Portugal Telecom.

“O Prêmio São Paulo de Literatura é mantido pelo Governo, o Telecom pela iniciativa privada e o Jabuti por uma entidade de classe. Será muito interessante poder discutir as semelhanças e diferenças entre eles”, afirma Adriana. O debate acontece no dia 12 de agosto, às 17h, no espaço Livros & Companhia.

Sobre o prêmio

Realizado pela Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, o Prêmio São Paulo de Literatura é o que oferece o maior valor em dinheiro entre os prêmios literários brasileiros, R$ 400 mil no total. São duas categorias – Melhor Livro do Ano e Melhor Livro do Ano – Autor Estreante – cada uma com 10 finalistas. Os vencedores serão conhecidos no dia 24/9 em cerimônia no Museu da Língua Portuguesa.

Leia Mais →
Compartilhar:

A Programação Cultural do Prêmio São Paulo de Literatura 2012 terá início no dia 26 de agosto com o primeiro encontro de autores finalistas com seus leitores e fãs na Biblioteca de São Paulo (BSP).

Ao todo, serão sete encontros, sendo três na Capital e quatro no Interior. Os eventos são gratuitos e reunirão dois ou três autores para falar de livros e literatura, além de fatos marcantes de suas trajetórias.

Já confirmaram a participação na série da Programação Cultural os escritores Domingos Pellegrini, Luiz Ruffato, Bernardo Kucinski, Julián Fuks, Eliane Brum, Silvio Lancellotti, Edmar Monteiro Filho, Ana Mariano e Chico Lopes.

Alguns autores ainda estão conciliando agendas devido a viagens ou compromissos marcados anteriormente, como é o caso de Tatiana Salem Levy, às voltas com a montagem de roteiros de divulgação do lançamento de Dois Rios na Europa e Japão.

O convite feito pela organização do Prêmio São Paulo de Literatura encontrou ampla repercussão entre os finalistas que estão concorrendo aos prêmios de Melhor Livro do Ano e Melhor Livro do Ano – Autor Estreante.

“Fiquei muito feliz por estar entre os finalistas, e fico contente de poder participar da Programação Cultural”, comemorou o escritor Julián Fuks, autor de Procura do romance (Record), ao confirmar sua presença em Presidente Prudente no dia 29 de agosto.

Na Capital, os eventos acontecerão na Biblioteca de São Paulo, localizada no Parque da Juventude. Serão realizadas sessões nos dias 26 de agosto (domingo), 1º de setembro (sábado) e 9 de setembro (domingo), sempre das 11h às 13horas.

No Interior, a Programação Cultural será realizada nas cidades de Presidente Prudente, Araraquara, São Carlos e Lençóis Paulista entre os dias 29 de agosto e 5 de setembro, em locais e horários a serem definidos.

A programação completa será divulgada nos próximos dias.

Leia Mais →
Compartilhar:

Estão definidos os 20 finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura 2012, promovido pelo Governo do Estado de São Paulo para estimular a criação literária e incentivar a leitura.

Dez escritores na categoria “Melhor Livro do Ano” e 10 na categoria “Melhor Livro do Ano – Autor Estreante” foram selecionados pelo Júri Inicial, composto por dez profissionais do meio literário, entre autores, editores, professores, críticos, bibliotecários e livreiros.

Os finalistas foram escolhidos de um total de 209 livros habilitados para a competição, todos romances de ficção, escritos originalmente em língua portuguesa, editados pela primeira vez no Brasil, no ano de 2011. Do total de participantes, 90 concorreram à categoria “Melhor Livro do Ano” e 119 à categoria “Autor Estreante”. Ao todo, 101 editoras de todo o Brasil enviaram trabalhos, além de dois autores com edições próprias.>

Entre os finalistas, uma curiosidade: a escritora Tatiana Salem Levy que ganhou a primeira edição do Prêmio São Paulo de Literatura, em 2008, como autora estreante, com o romance A chave de casa,  retorna à lista de concorrentes com seu segundo livro, Dois rios, desta vez na categoria dos autores “veteranos”.

O escritor Bartolomeu Campos de Queirós, morto em janeiro deste ano, aos 67 anos, concorre in memoriam à categoria “Melhor Livro do Ano” com o romance Vermelho Amargo, seu último livro.

A partir de agora, as obras finalistas serão avaliadas pelo Júri Final, com cinco especialistas que vão escolher um vencedor em cada categoria.

Os dois ganhadores receberão R$ 200 mil cada um, o maior valor concedido por um prêmio literário no Brasil.

O anúncio do resultado final do Prêmio será feito em setembro, em cerimônia no auditório do Museu da Língua Portuguesa. Até lá, serão realizados sete encontros dos autores finalistas com o público, tanto na Capital quanto no interior do Estado, que pela primeira vez será contemplado nas ações relacionadas ao Prêmio.

Bibliotecas e Leitura: ações afirmativas na área cultural

O contato com a leitura é fundamental para o desenvolvimento pleno de indivíduos livres para agir, pensar e exercer visão crítica sobre a sociedade em que estão inseridos. Por isso, o Governo do Estado de São Paulo tem o incentivo à leitura como uma de suas principais linhas de atuação na área cultural. O Prêmio São Paulo de Literatura se insere nesse contexto, estimulando a produção literária de qualidade de forma a completar o ciclo em que se incluem, também, ações de fortalecimento às bibliotecas públicas e de conquista do público não-leitor para o mundo da leitura.

A partir deste ano, o Prêmio São Paulo de Literatura passou a ser coordenado pela Unidade de Bibliotecas e Leitura (UBL) da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, com produção da organização social SP Leituras (Associação Paulista de Bibliotecas e Leitura).  A UBL é a mais recente entre as unidades da Secretaria e está, aos poucos, assumindo a organização de todos os programas relacionados aos livros e à leitura.

“O Prêmio São Paulo de Literatura integra um conjunto de ações que visam garantir o acesso à leitura e à informação de qualidade aos cidadãos”, afirma a coordenadora da UBL e do Prêmio, Adriana Ferrari.

Leia Mais →
Compartilhar:

Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo divulgou ontem, 2 de agosto, os nomes dos 20 finalistas ao Prêmio São Paulo de Literatura 2012.

O anúncio aconteceu em evento realizado no auditório da Biblioteca de São Paulo e contou com a presença de profissionais da imprensa e membros da Secretaria da Cultura.

Na abertura, Adriana Ferrari, coordenadora da UBL, falou sobre objetivo do prêmio, que é promover o incentivo à leitura e à criação literária.

O secretário de Estado da Cultura Marcelo Mattos Araujo compareceu ao evento e falou sobre a importância de projetos de estímulo à leitura, que aproximam os leitores dos livros e seduzem os não leitores.

Afirmou também que a UBL, a mais recente entre as unidades da Secretaria está, aos poucos, assumindo a organização de todos os programas relacionados aos livros e à leitura.

Estiveram presentes integrantes da SP Leituras, organização social de cultura responsável pela gestão da BSP e que passa, a partir deste ano, a organizar o Prêmio São Paulo de Literatura em parceria com a Unidade de Bibliotecas e Leitura (UBL).

Entre os 20 livros selecionados, 10 concorrerão na categoria Melhor Livro do Ano e 10 na categoria Melhor Livro do Ano – Autor Estreante. A solenidade de entrega dos prêmios aos vencedores acontecerá no Museu da Língua Portuguesa em 24 de setembro de 2012.

Leia Mais →
Compartilhar:

Confira entrevista com Paula Fábrio

O canal de televisão Arte 1 publicou uma entrevista com Paula Fábrio, vencedora do Prêmio São Paulo de Literatura em 2013, na categoria autor estreante com mais de 40 anos. Agora ela fala do seu mais recente lançamento, Um dia toparei comigo, publicado em 2015 pela editora FOZ. Confira a entrevista neste link.

Leia Mais →
Compartilhar: