Finalista do Prêmio São Paulo de Literatura fala sobre as categorias

Leonor Cione, de “O estigma de L.”, concorreu ao Prêmio São Paulo de Literatura entre os escritores estreantes com mais de 40 anos. E, em vídeo, que compartilhamos em nosso Facebook, Leonor salienta a importância de agrupar os escritores que concorrem com sua primeira obra nas faixas etárias: mais e menos de 40 anos. Clique aqui e confira.

Os escritores estreantes disputam o Prêmio São Paulo de Literatura em duas categorias: mais e menos de 40 anos. Leonor Cione, finalista da premiação, destaca o fato. Confira o vídeo.

Posted by Prêmio São Paulo de Literatura on Monday, January 7, 2019

Leia Mais →
Compartilhar:

Flip define homenagem para edição de 2019

Euclides da Cunha será o homenageado na Flip (Festa Literária Internacional de Paraty)  em 2019. Autor de “Os sertões”, considerada uma das obras fundamentais sobre o Brasil, Euclides também era jornalista e engenheiro. Nascido  em 1866 no Rio de Janeiro, faleceu em 1912.

No ano que vem, a Flip será realizada entre 10 e 14 de julho. A curadoria do Programa Principal do evento é da editora Fernanda Diamant. O arquiteto Mauro Munhoz ficou com a direção geral e artística da festa.  Para saber mais sobre a Flip, clique aqui.

Leia Mais →
Compartilhar:

Conheça os vencedores do Prêmio Paraná de Literatura 2018

A Biblioteca Pública do Paraná divulgou os títulos dos livros vencedores da quinta edição do Prêmio Paraná de Literatura. Concorreram obras inéditas, de autores de todo o País, em três categorias que homenageiam figuras importantes da literatura paranaense. O júri apontou Kzar Alexander, o louco de Pelotas, de Lourenço Cazarré (DF), como o melhor romance (prêmio Manoel Carlos Karam). Todo esse amor que inventamos para nósde Raimundo Neto (SP), venceu a categoria contos (prêmio Newton Sampaio). E Lição da matéria, de Daniel Arelli (MG), foi o destaque entre as obras de poesia (prêmio Helena Kolody). Cada autor receberá R$ 30 mil e terá sua obra publicada pela Biblioteca Pública, com tiragem de mil exemplares.

Quer saber mais sobre o Prêmio Paraná de Literatura 2018? Clique aqui.

Leia Mais →
Compartilhar:

Ana Paula Maia participa de série de reportagens da TV Cultura sobre produção literária

Confira entrevista de Ana Paula Maia, vencedora do Prêmio São Paulo de Literatura, no Jornal da Cultura, da TV Cultura, em https://youtu.be/2q9EdXAbR_8 (início aos 23 minutos).

A escritora participou de uma série de reportagens intitulada Livro Aberto ao lado de outros autores como Milton Hatoum, também finalista da premiação.

TV Cultura / reprodução

 

Leia Mais →
Compartilhar:

Vencedoras do Prêmio São Paulo de Literatura participam de evento no México

Ana Paula Maia, Aline Bei e Cristina Judar, vencedoras do Prêmio São Paulo de Literatura, estiveram recentemente ba Feira Internacional do Livro de Guadalajara, no México. As três participaram de mesa de debates e falaram sobre a produção literária brasileira. Na opinião de Ana Paula, “é muito importante para a literatura brasileira estar cada vez mais presente na América Latina de língua castelhana. Apesar de falarmos português, somos todos latinos e vibramos numa frequência muito parecida”. A escritora recebeu o prêmio na categoria Melhor Livro do Ano, com “Assim na terra como embaixo da terra”.

Cristina Judar acredita que a experiência proporcionou o contato com uma parcela do público internacional que dificilmente conheceria a obra das três escritoras, caso não estivessem por lá. “Além disso, poder falar sobre o momento atual do mercado editorial brasileiro e a forma como estamos inseridos nele foi bem importante, já que muita gente não faz ideia do que vivemos hoje no Brasil. Tive grandes conexões e vários aprendizados”, acrescenta Cristina. É dela o livro “Oito do sete”, vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura na categoria Melhor Livro / Autor Estreante / mais 40 anos).

Aline Bei, de “O peso do pássaro morto”, vencedora da premiação na categoria Melhor Livro / Autor Estreante / menos 40 anos, compôs o trio de brasileiras. “Voltei para o Brasil renovada. A feira é imensa também em possibilidades e ter participado ao lado de escritores e escritoras que admiro acabou dando um certo ar onírico para a minha estadia em Guadalajara. Agora fico olhando a bolsa e o caderninho que ganhei da Feira, as fotos e livros que comprei. Foi lindo”, conta ela.

Saiba mais sobre a Feira Internacional do Livro de Guadalajara: https://www.fil.com.mx/ . E confira a galeria de imagens:

 

 

Leia Mais →
Compartilhar: