Vencedoras do Prêmio São Paulo de Literatura participam de evento no México

Ana Paula Maia, Aline Bei e Cristina Judar, vencedoras do Prêmio São Paulo de Literatura, estiveram recentemente ba Feira Internacional do Livro de Guadalajara, no México. As três participaram de mesa de debates e falaram sobre a produção literária brasileira. Na opinião de Ana Paula, “é muito importante para a literatura brasileira estar cada vez mais presente na América Latina de língua castelhana. Apesar de falarmos português, somos todos latinos e vibramos numa frequência muito parecida”. A escritora recebeu o prêmio na categoria Melhor Livro do Ano, com “Assim na terra como embaixo da terra”.

Cristina Judar acredita que a experiência proporcionou o contato com uma parcela do público internacional que dificilmente conheceria a obra das três escritoras, caso não estivessem por lá. “Além disso, poder falar sobre o momento atual do mercado editorial brasileiro e a forma como estamos inseridos nele foi bem importante, já que muita gente não faz ideia do que vivemos hoje no Brasil. Tive grandes conexões e vários aprendizados”, acrescenta Cristina. É dela o livro “Oito do sete”, vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura na categoria Melhor Livro / Autor Estreante / mais 40 anos).

Aline Bei, de “O peso do pássaro morto”, vencedora da premiação na categoria Melhor Livro / Autor Estreante / menos 40 anos, compôs o trio de brasileiras. “Voltei para o Brasil renovada. A feira é imensa também em possibilidades e ter participado ao lado de escritores e escritoras que admiro acabou dando um certo ar onírico para a minha estadia em Guadalajara. Agora fico olhando a bolsa e o caderninho que ganhei da Feira, as fotos e livros que comprei. Foi lindo”, conta ela.

Saiba mais sobre a Feira Internacional do Livro de Guadalajara: https://www.fil.com.mx/ . E confira a galeria de imagens:

 

 

Leia Mais →
Comentários:0 / Compartilhar:

Novembro na Literatura: confira premiações e vencedores em 2018

Novembro, além do Prêmio São Paulo de Literatura, é marcado por uma série de premiações importantes no setor da Literatura. Confira algumas delas:

Prêmio Jabuti: https://www.premiojabuti.com.br/premiados-por-edicao/premiacao/?ano=2018

Prêmio Biblioteca Nacional: https://www.bn.gov.br/acontece/noticias/2018/11/biblioteca-nacional-divulga-vencedores-premio

Prêmio Sesc de Literatura: http://www.sesc.com.br/portal/site/premiosesc

Em dezembro é a vez do prêmio Oceanos divulgar seus vencedores. Fique por dentro dos finalistas em http://www.itaucultural.org.br/oceanos/2018/FinalistaseJuriFinal

 

Leia Mais →
Comentários:0 / Compartilhar:

Vencedoras do Prêmio São Paulo de Literatura participam de programa da TV Cultura

Aline Bei e Cristina Judar participaram da gravação do novo programa Territórios Culturais, da TV Cultura, ainda como finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura. As duas escritoras venceram a premiação este ano, na categoria de autores estreantes. Aline Bei foi a ganhadora, entre as de menos 40, com “O peso do pássaro morto” e Cristina Judar, com “Oito do sete”, entre os de mais 40. A gravação foi feita pouco antes da cerimônia de entrega dos prêmios, na Oca da Biblioteca Parque Villa-Lobos e contou ainda com a participação de outros finalistas: Márcia Barbieri, de “O enterro do lobo branco”, e Milton Hatoum, de “A noite da espera”. Confira a íntegra do programa em https://youtu.be/jRie-D1oRXE.

Leia Mais →
Comentários:0 / Compartilhar:

Perdeu os encontros com os finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura? Confira aqui!

Dois encontros antecederam a cerimônia de entrega do Prêmio São Paulo de Literatura. O primeiro deles aconteceu na Biblioteca de São Paulo (BSP) no dia 3 de novembro (sábado) e o segundo na Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL) no dia 4 de novembro (domingo). Os bate-papos foram mediados pela jornalista Chris Maksud e você confere, a seguir, o que aconteceu por lá nos links dos vídeos, disponíveis nos canais das bibliotecas no Youtube.

Na BSP, participaram os escritores Cristina Judar (“Oito do sete”), Mauro Paz (“Entre lembrar e esquecer”), Aline Bei (“O peso do pássaro morto”), Márcia Barbieri (“O enterro do lobo branco”), Tiago Feijó (“Diário da casa arruinada”), Evandro Affonso Ferreira (“Nunca houve tanto fim como agora”), José Roberto Walker (“Neve na manhã de São Paulo”) e Marcelo Mirisola (“Como se me fumasse”): https://youtu.be/zxRdLqowp9Q .

Carlos Eduardo Pereira (“Enquanto os dentes”, Cinthia Kriemler (“Todos os abismos convidam para um mergulho”) , Cristiano Baldi (“Correr com rinocerontes”), Heloisa Seixas (“Agora e na hora”), José Almeida Júnior (“Última hora”), Leonardo Brasiliense (“Roupas sujas”) e Leonor Cione (“O estigma de L.”) participaram do encontro realizado na BVL: https://youtu.be/Vn7oTY2ZrLc

Leia Mais →
Compartilhar:

Imprensa destaca importância do Prêmio São Paulo de Literatura

O Prêmio São Paulo de Literatura, que este ano teve três escritoras vencedoras, recebeu atenção da mídia. Confira, a seguir, algumas das matérias publicadas e exibidas sobre a premiação.

Programa Metrópolis /TV Cultura: https://www.youtube.com/watch?v=3WG9SlSDXhU

Jornal da Cultura /TV Cultura: https://www.youtube.com/watch?v=0OcmI_0QITk&t=2768s.

O Estado de S.Paulo: https://cultura.estadao.com.br/noticias/literatura,ana-paula-maia-cristina-judar-e-aline-bei-vencem-premio-sao-paulo-de-literatura-2018,70002587546

Folha de S.Paulo: https://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2018/11/escritora-ana-paula-maia-conquista-o-premio-sao-paulo-de-literatura.shtml

O Globo: https://oglobo.globo.com/cultura/livros/ana-paula-maia-ganha-premio-sao-paulo-de-literatura-23213435

G1: https://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2018/11/06/ana-paula-maia-aline-bei-e-cristina-judar-ganham-o-premio-sao-paulo-de-literatura-2018.ghtml

Metrô News: https://metronews.com.br/evariedades/noite-historica-para-o-premio-sao-paulo

Terra: https://www.terra.com.br/diversao/ana-paula-maia-cristina-judar-e-aline-bei-vencem-premio-sao-paulo-de-literatura-2018,ecfc525d46810521bc958e107fb9c49fz01x9521.html

Clique aqui para ver fotos da cerimônia.

Leia Mais →
Compartilhar:

Mulheres vencem todas as categorias do Prêmio São Paulo de Literatura

Três escritoras foram as vencedoras do Prêmio São Paulo de Literatura 2018. A cerimônia de entrega dos prêmios foi realizada, na noite de 5 de novembro, na Biblioteca Parque Villa-Lobos, na zona Oeste da capital paulista, e contou com a presença de Romildo Campello, Secretário Estadual da Cultura, escritores, editores, jornalistas e leitores, além de outros profissionais ligados ao setor. Com o auditório cheio, o evento, comandado pela jornalista Chris Maksud,  teve início com apresentação de detalhes sobre a premiação e vídeo institucional da SP Leituras, apresentando a Biblioteca de São Paulo e Biblioteca Parque Villa-Lobos, ambas finalistas de premiações internacionais em 2018.

A noite de festa contou ainda com performance da atriz e contadora de histórias Kiara Terra, que, com a contribuição da plateia, construiu uma história marcada pela poesia, música e emoção. O esperado anúncio dos vencedores deu-se a seguir e surpreendeu a todos com a premiação de três mulheres, feito inédito na história do Prêmio São Paulo de Literatura.

Aline Bei, de “O peso do pássaro morto”, foi a primeira a ser anunciada – por Rogério Pereira, diretor da Biblioteca Pública do Paraná e curador da premiação – como ganhadora na categoria de Melhor Livro do Ano – Estreantes / menos 40 anos. Emocionada, Aline agradeceu aos que acompanharam a sua trajetória (família, editora etc.), citando inclusive  o escritor Marcelino Freire. E destacou, ao final, a importância da Literatura: “a gente tem que estar com um livro na mão e não com arma. É livro! Literatura salva!”, disse em seu discurso de agradecimento. Cristina Judar, de “Oito do sete”, foi a vencedora na categoria Melhor Livro do Ano – Estreantes / mais 40 anos, prêmio entregue por Sílvia Alice Antibas, coordenadora da Unidade de Difusão Cultural, Bibliotecas e Leitura. Cristina é jornalista, escritora e autora de histórias em quadrinhos e, em sua obra, que trata do momento atual, da contemporaneidade, reúne personagens que remetem à temática LGBT.

O último anúncio da noite foi o da vencedora da categoria Melhor Livro do Ano. Romildo Campello, Secretário Estadual da Cultura, fez as honras ao chamar Ana Paula Maia, de “Assim na terra como embaixo da terra”. A escritora não compareceu ao evento, pois está no exterior. Um coquetel encerrou a festa na Oca da Biblioteca Parque Villa-Lobos. Veja, aqui,  as fotos do evento.

Leia Mais →
Compartilhar: