Verônica Stigger é curadora de exposição sobre William Forsythe na capital paulista

Verônica Stigger, vencedora na categoria Autor Estreante +40 no Prêmio São Paulo de Literatura em 2014 com o livro “Opisanie swiata”, é a curadora  da exposição “William Forsythe: objetos coreográficos”, no Sesc Pompéia, em São Paulo (SP). A mostra fica até o dia 28 de julho e reúne instalações e vídeos que convocam o público a se mover, fundindo conceitos das linguagens da dança e das artes visuais. É grátis e para saber mais, ciique aqui . William Forsythe trabalhou em diversas companhias de dança antes de dirigir o Ballet Frankfurt (Alemanha), entre 1984 e 2004, e criar seu próprio grupo, o The Forsythe Company, em atividade de 2005 a 2015.

 

Leia Mais →
Comentários:0 / Compartilhar:

Escritores destacam a importância do Prêmio São Paulo de Literatura

Finalistas e vencedores  da premiação falam sobre a importância de participar da disputa. Aline Bei (na foto), uma das vencedoras do Prêmio São Paulo de Literatura 2018, com “O peso do pássaro morto”, dá seu depoimento, entre eles.

Confira o vídeo, clicando aqui .

Aline Bei é uma das vencedoras do Prêmio São Paulo de Literatura; Foto: reprodução.
Leia Mais →
Comentários:0 / Compartilhar:

Jacques Fux tem novidade que acaba de sair pela editora Relicário

Jacques Fux, que venceu o Prêmio São Paulo de Literatura 2013 (com “Antiterapias”), está com novo livro no mercado, lançado pela Editora Relicário. Em “Georges Perec: a psicanálise nos jogos e traumas de uma criança de guerra”, Fux reúne estudos, ensaios, artigos e reflexões sobre a obra do romancista, argumentista e ensaísta francês. O pai de Georges Perec lutou na Segunda Guerra Mundial, sendo morto em 1940, e a mãe morreu em Auschwitz. Ele, órfão aos cinco anos, foi criado por parentes próximos e viveu buscando alguma memória do pouco convívio que teve com a família. O jovem Perec criou, então, um mundo particular e obsessivo para não lidar diretamente com o trauma e passou a usar a matemática e os jogos. O escritor Jacques Fux baseou-se nesse contexto para conceber seu mais novo livro. Para saber mais sobre a obra, clique aqui.

Jacques Fux nasceu em Belo Horizonte (MG). Pesquisador-visitante na Universidade de Harvard e pós-doutorando em Teoria Literária pela Unicamp/Fapesp. Doutor em Literatura Comparada pela UFMG e docteur em Langue, Littérature et Civilisation Françaises pela Université de Lille 3, França. É licenciado em Matemática e mestre em Ciência da Computação pela UFMG. Publicou em 2011 seu primeiro livro acadêmico: Literatura e Matemática: Jorge Luis Borges, Georges Perec e o Oulipo (Tradição Planalto), e recebeu o Prêmio Capes 2011 pela melhor tese do Brasil em Letras/Linguística de 2010. Já morou em Israel, Estados Unidos, França e Argentina realizando pesquisas para seus trabalhos literários e acadêmicos.

 

Leia Mais →
Comentários:0 / Compartilhar:

Ana Luísa Escorel lança livro sobre personagem da Revolução de 1842

Ana Luísa Escorel, que recebeu o Prêmio São Paulo de Literatura (2014 – por “Anel de vidro”), acaba de lançar o livro “Dona Josefa”. A obra é centrada em uma personagem oculta da Revolução de 1842, que nasceu e lutou em Goiás. Dona Josefa foi viver em Petrópolis (RJ), onde faleceu em 1855. Ela , com mais de 60 anos, foi julgada e inocentada por atos revolucionários. Nascida em família influente, dona Josefa deu  suporte aos revoltosos e sofreu  muito por causa disso.  A obra já está disponível pela Editora Ouro sobre Azul e, para saber mais sobre o livro, clique aqui.

Capa / reprodução
Ana Luísa Escorel. Foto: Nélson Lopes Jr.
Leia Mais →
Comentários:0 / Compartilhar:

Vem aí oficina com vencedor do Prêmio São Paulo em 2016 na Biblioteca Parque Villa-Lobos

Marcelo Maluf, vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura em 2016, dará oficina Tudo é ficção na Biblioteca Parque Villa Lobos em maio.  As aulas serão realizadas nos dias 22, 24, 29 e 31, das 14h às 16h30 (carga horária: 10 horas) e, para participar, é necessário fazer inscrição pelo link www.bvl.org.br/inscricao, a partir do dia 2 de maio. Nos encontros, Marcelo apresentará os caminhos e estratégias para a construção da escrita de um texto funcional a partir de elementos do cotidiano, dando destaque para temas que são essenciais à prosa de ficção, como enredo, personagens e narrador. A atividade é indicada para pessoas a partir de 15 anos.

Marcelo é escritor, professor de criação literária e músico. Mestre em Artes pela Unesp. Escreveu o livro de contos “Esquece tudo agora” (Terracota, 2012) e o infantil “As mil e uma histórias de Manuela” (Autêntica, 2013), entre outros. Em 2015, publicou o romance “A imensidão íntima dos carneiros” (Editora Reformatório), livro finalista do Prêmio da Associação Paulista de críticos de Arte (APCA, 2015), finalista do Prêmio Jabuti (2016) e vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura (2016), na categoria estreante com mais de 40 anos. Ministrou oficinas de criação literária e mediou Clubes de Leitura em diversas unidades da Rede Sesc, como: Belenzinho, Campinas, Paraty, Jundiaí, Santos, entre outras. Mantém no Espaço Dança da Realidade, em São Paulo, a oficina: acompanhamentos de projetos literários, desde 2014.

Leia Mais →
Compartilhar: